Joseph & Mildredy – amor indelével

E se algum dia a barbárie, a tragédia e o horror passassem, de uma hora para outra, a fazer parte de nossas vidas? Mais: e se nossas próprias vidas nos fossem arrancadas? “Mas o que é felicidade? (…) Se o que caracteriza o homem é o pensar, então esta é sua maior virtude e, portanto, reside nela a felicidade humana.“, diz o escritor cearense Assis Holanda em seu novo livro “Joseph & Mildredy – amor indelével”. Revisitando os horrores dos campos de concentração nazistas durante a Segunda Guerra Mundial, o autor consegue através da tocante história dos personagens elevar o conceito de esperança a patamares muitas vezes esquecidos.

“Este livro de Assis Holanda mostra primeiro a fuga de estilo e das características de seus escritos anteriores, mas com a mesma riqueza de estilo e de conteúdo. Segundo, relata a chegada ao Brasil, depois da segunda guerra mundial, de uma família de imigrantes alemães, descendentes de judeus.

Com a morte do casal, os filhos Guilherme e Nícolas juram preservar a memória dos pais.

Vasculham as gavetas e encontram escritos do pai, descrevendo toda a trajetória da vinda para o Brasil, horrores sobre a segunda guerra mundial. Assim, se desenrola a história escrita e contada através de escritos de um defunto, mas relatada pelos filhos.

O tema, aparentemente pesado, torna-se leve, atraente, reflexivo…

Assis Holanda despeja dentro da história sua bagagem cultural. Socorre-se de uma bela história e de citações de escritores renomados para reforçar seu pensamento sobre a valorização da vida, da amizade, do progresso, da espiritualidade, de pensamentos cristãos, do exemplo de luta… assim, recorreu a Alexandre Rangel, Anatole France, Aristóteles, Pe. Antônio Vieira, Augusto Kury, Gonçalves Dias, Saramago, Tolstoi e Zaratustra. Alguma dúvida de qualidade?

Vale ressaltar que foi o valor da amizade que salvou toda a família dos males da segunda guerra mundial, possibilitando sua vinda ao Brasil.

A fé e a espiritualidade do protagonista ajudaram a acreditar na valorização da vida.

Acreditar na força do trabalho para o progresso da família foi o rumo desses imigrantes.

Os pensamentos cristãos ecoaram no intimo da fé e da espiritualidade de todos.

A luta pela vida e pelo trabalho fortaleceu o final feliz.

Assis Holanda, como professor de Português de coração, ainda arranjou um jeitinho de, no decorrer do livro, mostrar um pouco do sentimento profissional da língua: “palavra dita (…) muitas vezes, não expressa o que a pessoa sente internamente”.

Com isso, afirmo que você só sentirá intensamente o valor do livro, lendo-o, se possível, de um fôlego só.

Prof. Valdemir Mourão,

da Academia Cearense de Língua Portuguesa”

EDITORA : RDS; 1ª. EDIÇÃO

Ano 2021

Idioma Português

Capa comum 44 PÁGINAS

ISBN 978-65-88668-14-6

Girohost - Soluções em Tecnologia